Welcome

      Meu nome é Neísa Marcondes Paranhos Zulian e eu criei este site. Sou casada com Ronaldo de Aguiar Souza ZULIAN. O site foi criado usando o MyHeritage.com. Este é um excelente sistema que permite a qualquer um, como você e eu, criar um site privado para sua família, criar sua árvore genealógica e compartilhar fotos de família. Se você tem qualquer comentário ou feedback sobre este site, por favor, clique aqui para entrar em contato comigo.
A nossa árvore genealógica está publicada online neste site! Existem mais de 4700 nomes na nossa árvore genealógica. O primeiro evento no Brasil é o nascimento de Henrique da Cunha Gago, grande sertanista e bandeirante em 1560. Depois, vem  o Visconde José Maria DA SILVA PARANHOS (do RIO BRANCO), irmão do meu trisavô, (16 de Mar de 1819). Em seguida vem o parentesco com o Visconde de Guaratinguetá, cuja filha, do primeiro casamento,  é minha trisavó  Maria do Carmo e Oliveira Borges,  que se casou com Cap. Manoel Marcondes dos Santos, unindo, desta forma, a família Oliveira Borges à família Marcondes. Em 2009 nasceu Raquel Prock Paranhos filha de meu sobrinho Auro de Abreu Paranhos e Leticia Maria Prock Paranhos. Um evento recente é o nascimento de Lorenzo Aquino ZULIANNeto (23 de Abr de 2011). Dia 18 de junho de 2012 nasceu Carolina Prock Paranhos  filha de Auro e Letícia. O site foi atualizado em 23 de outubro de 2012. Outro evento recente: Nasceu o primeiro  sobrinho neto de meu marido. Enrique Muterle Zulian. Filho de meus queridos afilhados Ricardo e Renata. Nasceu dia 23 de setembro de 2012 uma sobrinha neta de meu marido, Marina Fagundes de Souza.  Nasceu dia 25 de janeiro o J oão Gabriel, filho de Larissa  e Alexandre, e dia 27 de janeiro a Fernanda filha de Fabricio e Sabrina.  todos os dois netos de Fernando Zulian. Em abril nasceu mais uma sobrinha neta de meu marido Ronaldo. Filha de Paula Fagundes Guglielmetti e Giuliano Guglielmetti; a Júlia!. Seja benvinda! Agradeço àqueles que me convidaram para fazermos juntos a  nossa árvore. Vamos nos ajudar! Nasceu o lucas, filho de Paula e GIULIANO NO DIA 27 DE DEZEMBRO DE 2014. Felix e Ariela se casaram dia 5 de setembro de 2015. Mais um membro de nossa família: dia 20 de setembro de 2015 nasceu Felipe, filho de Felix Zulian Fagundes e Ariela Carvalho. Nasceu Matheus no dia 26 de abril de 2016, segundo filho de Livia e Daniel Longuinho. Seja benvindo!

Ascendentes de Manuel de França:

Alguns estudiosos demonstram que provêm os Franças portugueses de um Jean de França, filho natural de João II, duque de Alençon (Alençon era um título dado ao filho mais jovem do rei).
Pertencia à Dinastia Capetíngea, e naquela época,  reinava na França, que veio para Portugal acompanhando o rei D. Afonso V, e, quando este dali regressou, deixou geração do qual pelo menos um ramo viria a regressar ao país de origem: o ramo Mendes França. Os Descendentes de ÁLVARO DE FRANÇA (filha: Joana de França que se casou com Luis Mendes), dando origem aos Mendés-France, do grande político e governante de meados do século passado.
O irmão, Manoel de França, é o antepassado direto nosso, meu e antepassado indireto de meu marido. Seus descendentes imigraram para o  Brasil. Deste ramo da família, fiz várias pesquisas nos sites de Family Search, Wikipédia, Geneall Net, Genealogia Guaratinguetaense, de Pe. Adalberto Ortmann, Google, Genealogia Paulistana, e no site dos Mormons para obter informações sobre nossos ancestrais na França. Mais recentemente tenho feito pesquisas nos livros da Genealogia Paulistana para assim nossa árvore ficar mais completa e correta. Segundo as informações, um ramo da Casa d´Alençon, e da Casa de Valois são antepassados dos França de Portugal.
Desta família, dos França, uniu-se os de sobrenome Galvão ( Manoel de França e Águeda Galvão, Faro Portugal). Portanto, o Santo Frei Galvão, Antonio de França Galvão, o primeiro santo do Brasil é meu primo em 7º grau. Desse ramo da família existem já conferidos e confirmados Reis e Rainhas da França: Rei Louis IX, O Santo, que participou da Sétima Cruzada,  Rei. Phillip III e Rei Phillip IV, o Belo. Junto com suas Rainhas são nossos antepassados de 18, 19 gerações.
Família Marcondes
Estamos comemorando  300 anos do inicio de nossa família Marcondes. Há 300 anos atrás, no dia 10 de Abril de 1709, numa quarta feira, casavam-se na Ilha de São Miguel, nos Açores, o veneziano, médico  Dr Dionisio Marcone e a açoriana Maria Vieira.
Dr Dionisio, logo apos o casamento, aportuguesou seu sobrenome de Marcone para Marcondes.
O primeiro filho do casal, Antonio Marcondes do Amaral, nascido em 1710  (nesta épóca era comum colocar o nome do padrinho de batismo; portanto Amaral é por essa razão), veio para o Brasil em 1738 estabelecendo-se em Pindamonhangaba onde iniciou a nossa grande família, tendo sido ele em dois casamentos, pai de 16 filhos, ramos iniciais do tronco desta árvore. Somos portanto uma das poucas famílias no mundo que sabem exatamente o inicio e origem do sobrenome. Muitos de nós não mais tem o Marcondes no sobrenome, mas estamos todos unidos por laços de sangue a Dionisio e Maria.
Nos anos 70, numa atualização da árvore genealógica feita por João Ribeiro Marcondes Machado, haviam mais de 45.000 descendentes de Antonio Marcondes do Amaral. Com toda certeza, hoje, somos muitas vezes mais.
Retirado de um texto de:
Washington Marcondes Ferreira

Frederico Marcondes Machado Filho

Claudio Marcondes Machado
Meu trisavô é um Marcondes: Capitão Manoel Marcondes dos Santos, que se casou com Maria do Carmo de Oliveira Borges, que é filha do Visconde de Guaratinguetá e mãe do meu bisavô Dr Francisco Villela e Oliveira Marcondes, pai de minha avó paterna Maria Francisca de Oliveira Marcondes Paranhos, apelido familiar Minica.

 
FAMILIA CUNHA GAGO

Cunha Gago foi uma importante família de bandeirantes dos primórdios da exploração dos sertões do Brasil a partir do planalto paulista, desbravando terras que são hoje o centro-sul de Minas Gerais e leste do Paraná.

O patriarca da família foi Henrique da Cunha Gago, o velho, filho Henrique da Cunha e Filipa Gago e casado com Catarina de Uñate (Unhate) nasceu Antônio da Cunha Gago, o "gambeta".

Outros membros importantes da família foram:

  Meu bisavô materno, Hypolito Gonçalves Teixeira, avô de minha mãe Wilma, é descendente direto de Henrique da Cunha Gago.
 
 

Família Teixeira 

Brasão de armas da família Teixeira.

Teixeira é um sobrenome de família portuguesa e galega. Tem raízes toponímicas.

Segundo alguns genealogistas poderá derivar da palavra teixo, nome este de uma árvoregimnospérmica da família das Taxaceae. No entanto as suas origens como nome de família encontram-se na localidade de Teixeira.

Começou a ser usado como sobrenome de família durante o século XII pelo Senhor de Teixeira e Gestaçô, D. Hermígio Mendes de Teixeira, personagem da história de Portugal contemporânea do rei D. Sancho I de Portugal.

D. Hermígio Mendes de Teixeira foi casado com D. Maria Pais, filha de D. Paio de Novais. Deste casamento houve descendência que continuou o apelido até à atualidade. No século XVIII foi criado por D. João VI, rei de Portugal e pai de D. Pedro I do Brasil, por meio de uma Carta Régia de 16 de março de 1818, o título de Barões de Teixeira, a favor do grande comerciante e capitalista português Henrique Teixeira de Sampaio, 1.º Senhor de Sampaio, 1.º Conde da Póvoa e então Primeiro Barão de Teixeira.


 
Família ZULIAN
 
 
Coroa de nobreza Zulian
Antica e patrizia famiglia veneziana, detta Zulian, Zuliàn o Zuliani, annoverata tra le c.d. "Case Nuove", la cui blasonatura è riportata, dal commendator G.B. di Crollalanza, nei volumi del suo "Dizionario storico blasonico delle famiglie nobili e notabili italiane". Al dir di illustri genealogisti, inoltre, tal casato, stabilitosi a Cannaregio, alla serrata del Maggior Consiglio, nel 1297, ove furono inclusi nel ceto patrizio, vanta discendenza da quel Gioviano Cepanico, che, nel 741, ricoprì nel ducato la carica di "magister militum della Venetia", per conto di Eutichio, ultimo esarca d'Italia. La famiglia levò per arme. Troncato d'argento e d'azzurro.
 
FAMÍLIA AGUIAR 
 
 Os Aguiares descendem da ilustre e antiga família Guedeão (Guedes), e tomou apelido do senhorio d'Aguiar (Aguiar de Sousa), na província de Trás-os-Montes. O primeiro a usá-lo foi D. Mem Pires de Aguiar (ou Mendes Peres d'Aguiar), senhor da Torre do Castelo de Aguiar de Sousa, nascido ca.1000, filho de D. Pero Oeriz Guedeão, nascido ca.970 e D. Teresa Aires de Ambia. Ele casou com D. Maior Garcia de Portocarreiro e viveram em tempo de D. Afonso I HenriquesRei de Portugal e deles descendem os que assim se chamaram. Desta família saiu a dos Aquilares muito qualificada em Espanha.[1] Tanto no continente como nas ilhas teve larga expansão, mantendo sempre honrada nobreza, que procurou consolidar com acções 
 
 
 
 
 
Family news
Dec 12, 2017
Neisa Zulian added Louise Françoise Mademoiselle du Maine de Bourbon-France , Louis Charles Count of Eu de Bourbon-France , Louis Auguste Prince of Dombes De Bourbon (Maison de Bourbon) , Louis Bénedicte de Bourbon-France (Sol. Bourbon- Conde) and 18 other people to family tree: Zulian, Marcondes, Paranhos e Galvão de França Family Tree
Neisa Zulian updated the details of Louise Françoise Mademoiselle du Maine de Bourbon-France , Louis Charles Count of Eu de Bourbon-France , Louis Auguste Prince of Dombes De Bourbon (Maison de Bourbon) , Louis Bénedicte de Bourbon-France (Sol. Bourbon- Conde) and 49 other people in family tree Zulian, Marcondes, Paranhos e Galvão de França Family Tree
 
View older news
News articles
There are no news articles available
Visits
0008583